Benefícios da Terapia Familiar

PorSara Paiva

Benefícios da Terapia Familiar

Existem vários benefícios na terapia familiar. De facto, é uma alternativa excelente para as famílias que estejam a passar por momentos menos bons, onde reinam os conflitos. Neste artigos vamos explorar um pouco no que consiste este tipo de terapia, e até que ponto poderá ser útil para todos os elementos do núcleo familiar.

O que é terapia familiar

Terapia Familiar

Esta é uma terapia que visa melhorar o relacionamento de todos os membros da família. É realizada em grupo para que se aprenda a desenvolver o diálogo entre todos os elementos. Só dessa forma se conseguem resolver os problemas e se conseguem manter relações onde o respeito e a harmonia são a base.

Na terapia familiar podem ser abordados vários assuntos, e poderão ajudar a ultrapassar muitos deles. Entre os mais comuns encontram-se:

  • Uso de drogas
  • Conflito de gerações
  • Alcoolismo
  • Depressão
  • Discordâncias quanto à educação dos filhos
  • Bulimia e outros transtornos alimentares

Apesar de serem os problemas que mais levam as famílias aos consultórios de psicólogos, estes são vistos pelos profissionais como consequências e reflexos das relações familiares, e por isso o foco da terapia está nelas.

Objectivos e benefícios da terapia familiar

Objectivos e benefícios da terapia familiar

A terapia familiar visa a promoção do autoconhecimento, quer individual, quer familiar. Além disso, ela tem como objectivo dar a perceber a importância do diálogo e do respeito no seio familiar.

É também importante para que as pessoas consigam:

  • Reconhecer os padrões que geram determinados comportamentos
  • Compreender o papel que cada um desempenha para que a dinâmica familiar funcione bem
  • Melhorar a comunicação
  • Melhorar as relações entre os elementos
  • Favorecer mudanças harmoniosas
  • Aumentar a responsabilidade pessoal

Regra geral, as sessões de terapia familiar têm uma duração entre 50 a 60 minutos. Devem ocorrer de forma regular, geralmente mensalmente.

As pessoas envolvidas são dispostas em cadeiras, as quais são colocadas em forma de círculo, promovendo um contacto visual entre todos os membros.

No fim da sessão, é comum que o profissional passe algumas tarefas para a família fazer até à consulta a seguir. Éno início da sessão seguinte que um dos elementos fala sobre os avanços da terapia, das tarefas que fizeram, e quais as mudanças que conseguiram obter até ao momento.

Apesar de trazer vários benefícios para toda a família, muitas pessoas recusam-se em fazer terapia familiar, talvez por medo de descobrir algo, ou por não se querer expor.

Caso um dos elementos do seu núcleo familiar não queira fazer terapia familiar, é importante procurar soluções práticas, mas ao mesmo tempo simples, de forma a resolverem os seus problemas.

Procurar uma orientação psicológica poderá responder às dúvidas que tenha, e poderá aconselhá-lo nas atitudes que deve tomar em relação à sua família.

Sobre o autor

Sara Paiva editor

Deixar uma resposta