Complexo de Penélope

PorSara Paiva

Complexo de Penélope

Já alguma vez ouviu falar do Complexo de Penélope? Esta era uma figura mitológica. Mulher de Ulisses, que viveu eternamente à sua espera. Mas não é só na mitologia que acontecem. Na vida real existem mulheres que esperam eternamente por um homem que, às vezes, nem conhecem ainda.

A esposa de Ulisses, da mitologia grega, ficou à espera do seu marido, com esperança, e sempre fiel, quando ele passou por um longo tempo fora de casa.

Durante essa época Ulisses foi mantendo diversas aventuras amorosas até que, no último relacionamento, não mais retornou.

Mas Penélope, a sua esposa, continuou à espera do seu Ulisses. Essa mulher que não esperava nada mais do que um fantasma, uma lembrança, alguém que nunca mais iria ver.

Esta é uma história mitológica mas que ainda hoje se repete com muitas outras mulheres. Existem mulheres que sacrificam a sua própria vida em favor de outra, mas que não passa de uma ilusão, de um fantasma.

O que é o Complexo de Penélope

O complexo de Penélope é sofrido por mulheres que se apaixonam por uma imagem que elas mesmas criaram. Podem ter-se apaixonado por alguém, mas não aceitam que essa relação acabou, e ficam sempre na esperança de voltar.

É comum este tipo de complexo em casais que se separaram por causa de trabalho. Quando um deles viaja para fora do país, mas ainda mantêm contacto. Prometem que um dia vão voltar a ficar juntos, mas a verdade é que são meras palavras.

Também é comum o complexo de Penélope em mulheres que se relacionam com homens que são casados, que prometem sempre que um dia ficarão com elas, largarão a esposa, mas isso nunca acontece.

Também é frequente quando o relacionamento termina de forma abrupta, não havendo possibilidade de contacto. Então, a mulher fica na esperança de um dia poder voltar a ver o seu parceiro e retomar de onde terminaram.

O que isso implica?

A verdade é que o Complexo de Penélope não permite que a mulher tenha uma vida plena, até porque ela vive à espera de algo que nunca vai acontecer.

O problema é que elas deixam de viver a sua vida, não aproveitam as oportunidades que surgem. Mesmo que conheçam alguém interessante, continuam fieis a uma imagem que só elas têm na sua mente, e que em nada condiz com a realidade.

É muito difícil ajudar uma mulher com esse complexo, porque ela simplesmente não consegue ver a realidade. Na sua ideia, ela é que está certa. Mesmo que todos lhe digam que não há um retorno, ela faz de tudo para não ver essa realidade.

Se conhece alguém que esteja a enfrentar este problema, é fundamental procurar ajuda de um profissional que possa ajudá-la a ultrapassar a situação do passado para que possa viver plenamente o seu presente.

Sobre o autor

Sara Paiva editor

Deixar uma resposta