Estratégias para Professores lidarem com alunos com PHDA

PorSara Paiva

Estratégias para Professores lidarem com alunos com PHDA

Professores que têm alunos que sofrem de PHDA têm trabalhos dobrados para manter a sala de aula em ordem, mas também é um grande desafio fazer com que esses alunos consigam bons resultados escolares.

Claro que este trabalho não deve ser feito apenas pelos professores. É essencial que os pais saibam como lidar com os filhos de forma a que o trabalho para o sucesso seja feito nas duas frentes. Só assim os professores vão conseguir com que eles obtenham os melhores resultados.

Portanto, a primeira coisa que os professores devem fazer é marcarem uma hora com os pais da criança para chegarem a um acordo quanto aos métodos a usar.

O que o professor deve fazer?

Existem algumas estratégias que ajudam muito a lidar com alunos que têm PHDA. Ter as tarefas e actividades organizadas e planeadas é fundamental.

Faça um esquema de trabalho que seja o mais constante possível. Desta forma oferece a previsibilidade que estes alunos precisam. Faça um planeamento prévio das actividades a fazer com a criança em questão. No decorrer das actividades deverá prevenir as crianças para as mudanças e transições no esquema de trabalho.

Coloque um mapa de actividades na parede que fique visível para os alunos. Inicie a aula fazendo referência ao mapa afixado.

Deve também promover estratégias em que o ensino seja participativo. Desta forma consegue captar a atenção dos alunos, incluindo os que sofrem de PHDA. Pode tentar alguns jogos, e incluí-los entre actividades que sejam menos interessantes.

Deve ainda dividir as tarefas que sejam grandes em parcelas menores para que as crianças com PHDA consigam melhores resultados. Estabeleça também estratégias de recompensas.

Faça esquemas dos assuntos recorrendo a cores pois ajudam a manter a atenção das crianças. Estimule a que a criança fale e leia em voz alta. desta forma ela fica mais concentrada.

Faça com que o aluno com PHDA fique sentado à sua beira. Mantenha-o longe de janelas ou lugares com demasiados estímulos externos. Não podemos esquecer que elas se desconcentram com uma facilidade muito grande. Reduza também o material usado em sala de aula. Para alunos com PHDA o próprio material pode ser motivo de distracção.

Lembre-se que o reforço positivo atrai melhores resultados do que a punição e o castigo. Dessa forma, explique para o aluno aquilo que espera dele. Explique também que determinados comportamentos acarretam sanções e punições. Sempre que exercer alguma punição, faça-o de imediato e explique porque o fez. Assim o aluno saberá que para cada causa terá um efeito.

Sobre o autor

Sara Paiva editor

Deixar uma resposta