Transtorno Bipolar

PorSara Paiva

Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar encontra-se nos transtornos mentais mais comuns. Este problema é caracterizado por alterações de humor bruscas, que vão do bom-humor a momentos de depressão ou irritação. É o que chamamos de oscilações entre a mania e a depressão, as quais são muito rápidas e ocorrem com frequência.

Regra geral, e sem tratamento, cada uma das fases dura entre 3 e 6 meses. Depois de cada fase existe uma fase de normalidade seguida de uma fase de euforia. Esta última também pode durar de 3 a 6 meses.

Quais os tipos de transtorno bipolar

Existem dois tipos de transtorno bipolar, o de tipo 1 e o de tipo 2.

No de tipo 1 os pacientes têm um episódio maníaco, no mínimo, e vários de depressão profunda.

No de tipo 2 nunca têm episódios maníacos completos. Eles têm muita energia e ficam impulsivos, tão intensamente como os da hipomania. A estes alternam-se os episódios depressivos.

Existe também a ciclotimia que é uma forma mais leve do transtorno bipolar. Aqui os pacientes apresentam oscilações de humor mas menos graves que os anteriores.

Causas do Transtorno Bipolar

Não existe uma causa conhecida para o aparecimento deste transtorno. No entanto, a comunidade científica acredita que são vários os factores que podem estar envolvidos.

Entre esses factores destacam-se:

  • Diferenças físicas no cérebro
  • Desequilíbrio dos neurotransmissores
  • Desequilíbrio hormonal
  • Hereditariedade
  • Stress e experiências traumáticas

Sintomas

Os sintomas variam de pessoa para pessoa e dependem muito do tipo da doença. Geralmente os picos de depressão são os momentos que causam mais problemas. Os picos de mania também se apresentam bastante preocupantes.

Durante a fase maníaca é comum a pessoa distrair-se muito facilmente, sentir menos necessidade de sono, tem pouco controlo do temperamento, apresenta uma diminuída capacidade de discernimento. Também podem apresentar uma compulsão alimentar, ter relações sexuais com vários parceiros, ficarem hiperactivos, gastarem muito, terem pensamentos acelerados, falar demais, estar agitado e irritado, envolver-se em actividades com entusiamo e ter uma auto-estima demasiado alta.

Na fase depressiva os pacientes apresentam tristeza e desânimo diário, perda de peso e apetite, dificuldade em manter-se concentrado, perda de memória, ganho de peso por comer excessivamente, falta de energia, sentimento de inutilidade e culpa, baixa auto-estima, problemas de sono.

Cura

O Transtorno bipolar não tem cura. No entanto a medicação controla as variações de humor de forma eficiente. Muitos pacientes deixam de tomar a medicação porque a fase da mania lhes dá uma boa sensação. Mas é preciso ter muito cuidado. Largar a medicação pode trazer sérios prejuízos. A fase depressiva traz muitos pensamentos suicidas e deve ser tratado com urgência.

Sobre o autor

Sara Paiva editor

Deixar uma resposta