Transtorno de Personalidade Borderline – Sintomas mais comuns

PorSara Paiva

Transtorno de Personalidade Borderline – Sintomas mais comuns

Cerca de 1 a 6% da população mundial sofre de Transtorno de Personalidade Borderline. Este transtorno é mais comum em mulheres e um dos sinais mais evidentes do transtorno é um histórico de instabilidade nas relações longo.

Este transtorno deve-se, em grande parte, por emoções impulsivas e instáveis, sendo comum pessoas que sofrem de Transtorno de Personalidade Boderline idolatrarem alguém e odiarem-na logo depois.

Assim sendo, estas pessoas têm relações muito intensas, quer pela positiva, quer pela negativa.

Sintomas do Transtorno de Personalidade Boderline

 

De entre os sintomas e sinais mais comuns de alguém que sofre deste transtorno encontramos:

  • Medo muito grande de ficar sozinho e ser abandonado. Este medo pode ser real, mas também pode ser imaginário.
  • Assumir riscos sem medo das consequências. Estas atitudes geralmente põe em risco a própria vida e integridade, como relações sexuais de risco, acidentes de carro, entre outras.
  • Pensamentos suicidas. Muitas vezes as pessoas que sofrem deste transtorno tentam matar-se. Também é comum que se automutilem e se autoflagelem. Elas tentam sentir-se normais ao expressar sentimentos de raiva para com elas mesmas.
  • Sentem-se diferentes das outras pessoas que as rodeiam, e por isso têm um autoconceito muito instável. Elas acham que são casos perdidos e pessoas sem qualquer valor, totalmente vazias.
  • Pessoas com Transtorno de Personalidade Boderline têm pensamentos paranóicos. Geralmente acreditam que estão a ser perseguidas por outros, entre outras coisas fora da realidade.
  • São pessoas muito intensas, e geralmente sentem muita raiva, mesmo quando se trata de assuntos triviais. Muitas vezes respondem com violência.
  • Estas pessoas estão em constante ansiedade, a qual poderá evoluir para uma depressão intensa. É comum também variarem de uma grande ansiedade para um estado depressivo profundo em questão de horas, ou poucos dias.

Estes são os principais sintomas que os profissionais de saúde usam para diagnosticar o transtorno de personalidade boderline.

O tratamento passa por psicoterapia, de forma a ajudar os pacientes a treinarem a regulação das emoções. 

O uso de antidepressivos é comum durante o tratamento de forma a amenizar os sintomas apresentados, especialmente durante quadros depressivos ou em pessoas que também sofrem de outros problemas, como o transtorno de stress pós-traumático.

No caso de o tratamento ser feito corretamente, com acompanhamento psicológico e psiquiátrico, e o uso correto e adequado de medicação, é possível recuperar de um transtorno de personalidade boderline.

Sobre o autor

Sara Paiva editor

Deixar uma resposta